Pergunte ao especalista

Em Foco

Fragilidade óssea começa cedo em pessoas com esclerose múltipla

20/07/2011
Osteoporose e baixa densidade óssea aparecem mais cedo em pessoas com estágios iniciais de esclerose múltipla (MS). A afirmação é de pesquisadores da Universidade de Oslo, na Noruega. Baixos níveis de vitamina D estão associados com um risco aumentado de MS, além de reduzir a absorção de cálcio e a mineralização óssea.

"Nossa hipótese era que, se a vitamina D exerce um grande efeito sobre o risco de MS, então os efeitos de níveis baixos de vitamina D sobre a densidade óssea seriam aparentes logo após o início de MS", disse o pesquisador Stine Marit Moen.

O estudo envolveu 99 pessoas com idade média de 37 anos e recentemente diagnosticadas com MS ou síndrome clinicamente isolada (tiveram primeiro episódio de sintomas, mas ainda não foram diagnosticados com a doença).

Os participantes passaram por testes de densidade óssea cerca de um ano e meio após os primeiros sintomas sugestivos de MS. Os resultados foram comparados aos testes ósseos de 159 pessoas saudáveis com idade, gênero e etnia semelhantes.

Um total de 51% das pessoas com esclerose múltipla ou tinham osteoporose ou osteopenia, em comparação com 37% daqueles que não têm a doença. Osteopenia é a baixa densidade óssea, que é menos grave do que a osteoporose, mas coloca uma pessoa em risco para a osteoporose.

Os resultados permaneceram os mesmos após pesquisadores terem ajustado para outros fatores que podem afetar a densidade óssea, tais como tabagismo, uso de álcool e tratamento hormonal.

"Estes resultados sugerem que os médicos e as pessoas nos estágios iniciais de MS precisam considerar medidas para prevenir a osteoporose e manter boa saúde dos ossos. Isto pode incluir mudar a dieta para garantir a quantidade adequada de vitamina D e níveis de cálcio, iniciando ou aumentando as atividades de pesos e tomar medicamentos", concluiu Moen.

Fonte: ISAUDE.NET

 

Outras Noticias