Pergunte ao especalista

Em Foco

Sopro de vida

02/12/2011
Cientistas israelenses criam aparelho que detecta doenças graves pelo cheiro por Alexandre Rodrigues Uma espécie de bafômetro feito por pesquisadores do Instituto de Tecnologia de Israel será capaz de detectar, apenas pelo hálito, alguns tipos de câncer, como de pulmão, cabeça e mama. E, em breve, também poderá dizer se uma pessoa tem Alzheimer, Parkinson ou esclerose múltipla. Batizada de Na-Nose (sigla em inglês para nariz nano-artificial), a tecnologia se baseia no fato de que, quando estamos doentes, nosso metabolismo se altera e produzimos diferentes substâncias químicas, de acordo com o problema. A diabetes em estágios avançados, por exemplo, é associada ao cheiro de acetona. Mas foi ao saber que pessoas com os rins doentes exalam odor de amônia que o pesquisador Hossam Haick teve a ideia do Na-Nose. “A inspiração veio dos estudos científicos que relatam a habilidade dos cães treinados de cheirar melanoma ou lesões de pele”, afirma o cientista, um dos 35 mais importantes do mundo segundo uma publicação do MIT. A expectativa é de que o equipamento chegue aos consultórios dentro de 3 a 4 anos, fazendo muitos médicos e pacientes respirarem aliviados. Confira abaixo como ele funciona.

Outras Noticias