Pergunte ao especalista

Em Foco

Avanços científicos no tratamento da Esclerose Múltipla debatidos em Lisboa

21/05/2013

Os desenvolvimentos científicos na área da gestão e tratamento do doente com Esclerose Múltipla (EM) em Portugal serão um dos temas em destaque no simpósio “O Compromisso com a EM”, que irá reunir em Lisboa cerca de 70 especialistas nacionais e internacionais que se dedicam ao tratamento desta patologia. A reunião acontecerá no dia 18 de Maio, às 9:30, no Centro Cultural de Belém, avança comunicado de imprensa.

 

O acesso aos novos fármacos, a evolução terapêutica na EM e a sustentabilidade do modelo financeiro no tratamento das doenças crónicas são os temas que vão ocupar a primeira parte da reunião, enquanto o restante encontro será dedicado à análise dos tratamentos de primeira linha, à investigação clínica e à utilização do Natalizumab.

 

O Tysabri Observational Program (TOP), por exemplo, foi um estudo mundial onde foram incluídos mais de 4.000 doentes, dos quais 67 eram portugueses e que durante mais de 17 meses foram seguidos por especialistas para avaliar a eficácia e segurança de Natalizumab. Este estudo concluiu que, na população de doentes portuguesa, a eficácia do fármaco se traduziu numa diminuição de 93 por cento da taxa anualizada de surtos.

 

A Prof.ª Doutora Maria José Sá, coordenadora da consulta de doenças desmielinizantes do Centro Hospitalar de São João do Porto explica que “a crescente oferta de terapêuticas imunomoduladoras para a Esclerose Múltipla, em que esta reunião se centra, é um enorme avanço para a melhoria e a personalização do tratamento dos doentes, que se espera seja possível num futuro próximo, ajustando o fármaco certo ao doente certo, assim haja recursos para tal”.

 

Esta reunião contará com a presença do responsável máximo mundial da Biogen Idec na área da investigação clínica, o Prof. Doug Williams, que estará em Portugal para transmitir os mais recentes desenvolvimentos da empresa, não só na área da EM, como também noutras áreas de investigação clínica e laboratorial da companhia.

 

A Esclerose Múltipla (EM) é uma doença que afecta o Sistema Nervoso Central. Trata-se de uma patologia inflamatória, crónica, desmielinizante e degenerativa que interfere com a capacidade em controlar funções como a visão, locomoção e equilíbrio. Segundo dados publicados, em Portugal existem mais de 5.500 doentes. Aproximadamente 80% dos doentes com EM têm fadiga e muitos referem que é o sintoma mais incapacitante, afitando a vida profissional e social do indivíduo.

 

FONTE

www.rcpharma.com.br

 

Outras Noticias