Pergunte ao especalista

Em Foco

Governo promove capacitação para expandir ações e informações sobre esclerose múltipla

24/06/2013

O Governo do Estado, por meio da Secretaria da Saúde, promove nesta quinta-feira (13) um treinamento para médicos e enfermeiros dos Programas de Saúde da Família (PSF) de Campina Grande sobre esclerose múltipla e seus cuidados. Também serão repassadas informações sobre o funcionamento do Centro de Referência em Esclerose Múltipla da Paraíba (CREM-PB) e de como vai ser o fluxo dos pacientes que serão encaminhados para o serviço.

O treinamento acontecerá a partir das 14 horas na Secretaria Municipal de Saúde de Campina Grande, na Avenida Assis Chateaubriand, 1376 -Liberdade. O objetivo dessa capacitação e treinar os profissionais de saúde com relação ao atendimento ao paciente com esclerose múltipla, diagnóstico e tratamento da doença.

Antes da capacitação, no horário da manhã, no Centro Especializado de Dispensação de Medicamentos Excepcionais (Cedmex) haverá uma reunião com os pacientes de Esclerose Múltipla de Campina e Associação de Portadores de Esclerose Múltipla da Paraíba (APBEM) e o CREM-PB. Nesse encontro, serão repassadas informações sobre a importância do cadastro do pacientes no Centro de Referência em Esclerose Múltipla da Paraíba , como também tirar dúvidas sobre a doença. O objetivo desses encontros é expandir as ações sobre a esclerose múltipla no Estado.

No dia 21 de novembro do ano passado, o Governo do Estado inaugurou o Centro de Referência em Esclerose Múltipla da Paraíba, que funciona nas dependências da Fundação Centro Integrado de Apoio ao Portador de Deficiência (Funad). O serviço é coordenado pela neurologista Bianca Etelvina Santos de Oliveira. Ela afirmou que para que o Centro fosse implantado, a Funad, em conjunto com a Associação de Portadores de Esclerose Múltipla da Paraíba (APBEM) e a Secretaria de Saúde do Estado, além de doações da população em geral, reformou um ambiente amplo no térreo da instituição.

O Centro tem a missão institucional de fazer busca ativa para diagnóstico precoce e tratamento imediato dos casos suspeitos de esclerose múltipla encaminhados ao serviço como também para o acompanhamento e monitoramento dos usuários com diagnóstico definido. A esclerose múltipla é uma doença crônica, autoimune, desmielinizante que afeta o sistema nervoso central, ou seja, o cérebro e a medula, causando alterações de marcha e equilíbrio, disfunção esfincteriana, alterações de sensibilidade e força muscular, visão dupla, embaçamento visual, incoordenacão motora, entre outros sinais e sintomas. Ocorre frequentemente em adultos jovens (20 a 40 anos de idade), raça branca, sexo feminino.

O centro possui serviço de enfermagem, já que a medicação de uso continuo é injetável, um núcleo do Centro Especializado de Dispensação de Medicamentos Excepcional (Cedmex) que atende no turno da manhã de terça a sexta-feira e turno da tarde às segundas-feiras. A enfermagem atende em ambos os horários. O atendimento do neurologista especialista em esclerose múltipla atende na segunda-feira à tarde. O serviço de psicologia, fonoaudiologia, fisioterapia será através da equipe de reabilitação da Funad. "Haverá um treinamento da rede básica e da rede especializada para estarem identificando esses pacientes e encaminhando para o CREMPB, com alguns exames já realizados e com a suspeita formalizada", afirmou a neurologista.

Bianca Etelvina Santos explica que a medicação de uso contínuo é fornecida pelo Ministério da Saúde e distribuída pela Secretaria de Saúde do Estado, por meio do Cedmex. A neurologista explicou que o objetivo do CREMPB é fazer o diagnóstico e tratamento mais precoce, tentando evitar o acúmulo de incapacidades motoras, melhorando a qualidade de vida do portador de esclerose múltipla; treinar a rede básica e especializada na identificação e cuidados desta doença e divulgar o centro e a esclerose múltipla para a população em geral, entre outros.

As instalações físicas do CREMPB são compatíveis com as normas de acessibilidade arquitetônica e com os serviços nele ofertados, dispondo de ambientes para recepção das famílias, dos pacientes com esclerose múltipla; para atendimento individual e familiar; trabalho em grupos e reuniões; além das áreas convencionais de serviços. "O ambiente é acessível e acolhedor para facilitar a mobilidade de usuários, profissionais e familiares, a expressão das necessidades e opiniões, garantindo privacidade e preservação da integridade e dignidade dos usuários", finalizou Bianca Etelvina.

A equipe multiprofissional do CREMPB é composta por médico neurologista, enfermeiro, técnico de enfermagem, assistente social, fisioterapeuta, psicólogo, fonoaudiólogo e farmacêutico. O CREMPB deve funcionar em estreita articulação com os demais serviços públicos de saúde, principalmente com os hospitais para atendimento às intercorrências dos pacientes com esclerose múltipla e demais instituições do SUS, no intuito de estruturar uma rede efetiva de promoção, proteção e recuperação da saúde das pessoas com esclerose múltipla.

Para maiores informações sobre o serviço a população pode ligar para os telefones (083)- 3214-7879\3243-8466 e 3243-8763 -Ramal 206.

Dados - De acordo com a neurologista Bianca Etelvina Santos de Oliveira na Paraíba são 159 pessoas com diagnóstico de esclerose múltipla. Desse total, 105 estão cadastrados no CREM-PB. Ainda de acordo com a neurologista, 84 pacientes são de João Pessoa e o restante do interior do Estado. "Essa capacitação que estamos fazendo agora faz parte de uma série de treinamentos que estamos programando para realizar em todo o Estado como forma de expandir os serviços e ações sobre a doença a toda a população paraibana", finalizou Bianca Etelvina.

 

fonte: GOVERNO DA PARAÍBA

Outras Noticias