Pergunte ao especalista

Em Foco

Exposição sobre doenças raras no DF traz história de Cláudia Rodrigues

27/02/2014

Atriz é uma das 36 fotografadas da mostra, cujo slogan é 'Eu luto pela vida'.
Atividade é gratuita e ocorre até esta sexta-feira (28) no Senado. Uma exposição gratuita realizada até esta sexta-feira (28) no Senado traz histórias e imagens de pessoas que se aliaram para superar o diagnóstico de doenças consideradas raras. Entre as 36 representantes do grupo, que tem como slogan "Eu luto pela vida", está a atriz Cláudia Rodrigues, que descobriu uma esclerose múltipla quando estava em plena atividade.

"Eu gravei muita coisa com esclerose", conta. "Fiz muita coisa, muito teatro, fiz muita TV, fiz ‘A diarista', fiz um monte de coisa, nunca deu nada demais. Só agora, de 2010 para 2011, que deu um surto e eu parei. Por mim eu continuava."

De acordo com a Organização Mundial da Saúde, uma doença é considerada rara quando atinge no máximo 65 pessoas em uma população de 100 mil habitantes. A estimativa é de que o Brasil tenha 13 milhões de pessoas nesta situação.

 

Fonte: G1

Outras Noticias