Pergunte ao especalista

Em Foco

Evolução da esclerose múltipla é imprevisível e varia conforme o paciente

15/01/2015

Doença compromete as funções do sistema nervoso e começa com pequenos surtos que precisam da atenção dos pacientes.

Por Leopoldo Rosa

Uma doença que pode ser surpreendente. E que assusta só pelo nome. A esclerose múltipla é uma enfermidade autoimune que agride uma camada que recobre os neurônios, afetando assim, os comandos que o cérebro envia para o restante do corpo. O paulista Davi Neves descobriu a doença aos 33 anos depois de ter pequenos surtos em meio a suas atividades cotidianas.

A doença geralmente é descoberta na idade de Davi, entre 20 e 30 anos, e atinge 35 mil pessoas no Brasil, segundo estimativas. Depois do diagnóstico, o paulistano disse que teve medo até de não conseguir trabalhar. O susto causado pela doença é muito comum entre os pacientes. O catarinense Rafael Souza, passou pela mesma situação.
 
As consequências da esclerose múltipla podem ser muito simples como um tremor ou graves como o comprometimento da visão, da fala ou mesmo da capacidade de caminhar. O mesmo paciente pode ter manifestações variadas ao longo da vida. E é por tudo isso que, que segundo o neurologista Leandro Calia, os profissionais da área médica precisam ter todo um cuidado ao dar o diagnóstico da esclerose a um paciente:

A identificação da doença vem acompanhada também de uma dose cavalar de esperança. O neurologista afirma que a comunidade internacional está avançando em novos tratamentos para a esclerose múltipla. Atualmente, os remédios usados ainda são muito caros, mas no Brasil, estão disponíveis na rede pública. O catarinense Rafael conta que sofreu muito com os efeitos colaterais no início do tratamento. Agora, o hábito e as mudanças na medicação já possibilitam que ele viva melhor, pelo menos no presente.



Leia mais: http://cbn.globoradio.globo.com/series/doencas-raras-a-luta-pela-vida-e-contra-o-preconceito/2015/01/14/EVOLUCAO-DA-ESCLEROSE-MULTIPLA-E-IMPREVISIVEL-E-VARIA-CONFORME-O-PACIENTE.htm#ixzz3PGJezNRc

Outras Noticias