Pergunte ao especalista

Em Foco

Medicamentos para doenças crônicas estão em falta no SUS

30/03/2015

Os pacientes que sofrem com esclerose múltipla e Doença de Crohn, dois tipos de doenças crônicas, estão com dificuldade para conseguirem remédios importantes que estão em falta há pelo menos 20 dias na Farmácia de Dispensação de Medicamentos Especiais.

Alguns remédios, principalmente para pacientes com esclerose múltipla, não são vendidos em farmácias comuns e o SUS é a única via de acesso para tratamento convencional. Para isso, é necessário fazer o cadastro na Farmácia de Dispensação de Medicamentos Especiais, que tem o controle de qual tipo de remédio deve ser utilizado para as diferentes formas da doenças.

O PortalODIA entrou em contato com a farmácia e confirmou que não há nenhum tipo de remédio disponível, atualmente, para tratamento de esclerose múltipla. Segundo Larissa Leal, que tem um familiar com a doença, trata-se de um descaso. “A medicação é de trato contínuo. Garantir o remédio seria o mínimo para manter alguma esperança de que há cidadania”, disse Larissa.

Já o medicamento para Doença de Crohn, uma inflamação séria no intestino provavelmente provocada por desregulação do sistema imunológico,estaria faltando há mais de um mês.

A Secretaria Estadual de Saúde informou que a distribuição dos medicamentos de componentes especializados e para Diabetes foi prejudicada devido ao acúmulo de mais de R$ 7,6 milhões de dívidas junto ao fornecedor do medicamento. Após o parcelamento do débito, a situação teria começado a ser regularizada a partir da última terça-feira (24).

Os medicamentos para esclerose múltipla e doença de Crohn devem ser fornecidos aos pacientes da Assistência Farmacêutica, gradativamente, conforme calendário que prevê a entrega de parte das medicações até o dia 10 de abril.

Quanto aos medicamentos para Diabetes, que também estavam em falta, dos dez itens orais, oito foram disponibilizados até o dia 26 de março. Das insulinas, parte será entregue até o dia 1º e outra até o dia 10 de abril.

A Unidade de Assistência Farmacêutica atende mais de 16 mil pacientes, oferecendo mais de 260 itens medicamentosos. Desse total, aproximadamente 75% dos usuários recebiam regularmente seus medicamentos mensalmente pela Farmácia.

Fonte: PORTAL O DIA

Outras Noticias